Sintonia Online

Porto Alegre – Faculdade Dom Bosco – 23/10/09 – III Ciranda da Criança: envolvimento com criança e adolescentes a partir do ECA

Porto Alegre – Faculdade Dom Bosco – 23/10/09 – III Ciranda da Criança: envolvimento com criança e adolescentes a partir do ECA

     Cerca de 200 educadores sociais, estudiosos e estudantes, participaram do encontro. A abertura foi feita pelo P. Marcos Sandrini, diretor da Faculdade Dom Bosco e pela Deputafa Federal Maria do Rosário. P. Sandrini prospectou um horizonte sem estatutos quando os direitos das crianças e adolescentes terão direito à cidadania sem necessidade de uma lei, mas por convencimento de todos os cidadãos. A Deputada Maria do Rosário apresentou o panorama de lutas e de projetos levados adiante pela Frente parlamentar em Defesa da Criança e do Adolescente.
     A primeira palestra foi primorosa ministrada pela professora Cármen Silveira de Oliveira, Subsecretária de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente que apresentou o progresso realizado nestes 19 anos de implantação do ECA. Professora Carmen salientou que o Brasil foi um dos primeiros países do mundo a estabelecer um marco legislativo em consonância com a Declaração dos Direitos da Criança aprovado pela ONU.
     "Um dos grandes desafios é o enfrentamento do verdadeiro apartheid entre crianças das classes abastadas e das crianças pobres. Cada vez mais as crianças das classes ricas estão se desconectando até fisicamente das crianças das classes pobres, tendo como resultado previsível a insensibilidade social e o enfrentamento das desigualdades…" afirmou professora Carmen.
A Ciranda também comportou painéis e mesas redondas. O primeiro deles foi sobre o tema: "Primeira Infância vem primeiro". Participaram deste painel a Professora Mariza Alberton, coordenadora da Pastoral do Menor do Rio Grande do Sul; a senhora Alice Bittencourt, representante do GT Nacional Convivência Familiar e Comunitária do UNICEF e Dra. Tânia Ramos Fortuna, coordenadora do Programa de Extensão Universitária "Quem quer brincar?" do UNICEF.
     O painel seguinte tratou das violências sociais e da infração juvenil com a participação de Antonio Matos, coordenador do Ponto de Cultura da Associação de Moradores do Campo da Tuca; e de um representante da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas.
     O último painel do dia esteve a cargo de José Carlos Sturza de Moraes, diretor do Instituto Humanidades e da professora Margarete Sandrini, Diretora do Instituto São Lucas do município de São José, SC.
     Esta ciranda foi mais uma mobilização de pessoas e instituições voltadas para a defesa e promoção das crianças e adolescentes a partir do ECA. Cultivar os campos, semear esperanças e colher cidadania. A Deputada Maria do Rosário afirmou que ciranda sempre implica movimento, mãos dadas, alegria, mas ao mesmo tempo mesmo ritmo. Nosso ritmo é o do compromisso cheio da esperança de quem trabalha em rede…

Galeria de Imagens
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>