Sintonia Online

Rio do Sul – Colégio Dom Bosco – 10/06/10 – “Bullying nas escolas” – tema que uniu esforços Pastoral Escolar e Pedagógico juntos no projeto

Rio do Sul – Colégio Dom Bosco – 10/06/10 – “Bullying nas escolas” – tema que uniu esforços Pastoral Escolar e Pedagógico juntos no projeto

     O Bullying, violência disfarçada de brincadeira, ação planejada e maldosa que se repete, é percebido em todas as escolas do Brasil. Promover a identificação e a conscientização de situações, o debate e a busca de soluções de comportamento de Bullying no ambiente das escolas foi o objetivo deste trabalho que contou com 4 etapas:
     1ª etapa: Participação do concurso promovido pelo Fórum: "Prevenção à violência nas escolas" (projeto: "Ibirajá". Ibirajá = árvore que dá frutos) – consta da construção de cartazes por alunos do 1º ao 5º ano do EFI; de histórias em quadrinhos por alunos do 6º ao 8º ano do EFF e histórias infantis do EM.
     2ª etapa: Mini-palestras de sensibilização que atingiram mais de 400 alunos do colégio Dom Bosco e da EEB Paulo Zimmermann.
     3ª etapa: Pesquisa de campo que envolveu mais de 400 pessoas da comunidade.
     4ª etapa: Evento no auditório Dom Bosco, dia 10 de junho, com a presença de autoridades locais, em especial a pessoa do promotor de justiça da infância e adolescência da comarca de Rio do Sul, Dr. Marcelo Mengarda que ajudou a aprofundar o tema para mais de 600 adolescentes presentes.     Bullying termo que surge hoje com freqüência nas rodas de conversas, é vivenciado desde o tempo de Cristo. Analisando sua história percebe-se, com clareza, que no momento mais crítico de sua vida estava sozinho, tinha sido abandonado por todos os seus amigos, os apóstolos. Normalmente é isso que acontece com as vítimas de bullying. Elas vão sendo isoladas e vão se isolando, facilitando assim o ataque do covarde. Os que prenderam Jesus não se contentaram em julgá-lo e se culpado condená-lo. O martirizaram de maneira prolongada e violenta, satisfazendo assim a multidão que aplaudia, até levá-lo a morte.
     Esse trabalho nos fez pensar no tipo de sociedade que estamos construindo a partir de nossas famílias, escolas e igrejas. Por isso, o centro da reflexão, mostrou que "não precisamos só de um planeta melhor para nossos filhos, precisamos (urgentemente) de filhos melhores para nosso planeta", diz a assessora de pastoral Neide Maria Machado e assessora pedagógica Zuleide Minatti organizadoras do projeto.

     Bullying termo que surge hoje com freqüência nas rodas de conversas, é vivenciado desde o tempo de Cristo. Analisando sua história percebe-se, com clareza, que no momento mais crítico de sua vida estava sozinho, tinha sido abandonado por todos os seus amigos, os apóstolos. Normalmente é isso que acontece com as vítimas de bullying. Elas vão sendo isoladas e vão se isolando, facilitando assim o ataque do covarde. Os que prenderam Jesus não se contentaram em julgá-lo e se culpado condená-lo. O martirizaram de maneira prolongada e violenta, satisfazendo assim a multidão que aplaudia, até levá-lo a morte.
     Esse trabalho nos fez pensar no tipo de sociedade que estamos construindo a partir de nossas famílias, escolas e igrejas. Por isso, o centro da reflexão, mostrou que "não precisamos só de um planeta melhor para nossos filhos, precisamos (urgentemente) de filhos melhores para nosso planeta", diz a assessora de pastoral Neide Maria Machado e assessora pedagógica Zuleide Minatti organizadoras do projeto.

Galeria de Imagens
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>