Sintonia Online

Porto Alegre – Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre – 30/05/11 – Aula Magna com a Ministra Maria do Rosário

Porto Alegre – Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre – 30/05/11 – Aula Magna com a Ministra Maria do Rosário

     A Coordenadora do Instituto Salesiano de Pesquisa sobre a Criança e o Adolescente (INSAPECA), Profa. Cristiane Vieira Chagas, atuou como Mestre de Cerimônia, realizando a apresentação da Palestrante, falando um pouco do histórico de sua vida, dedicada à luta pelos Direitos Humanos.

     O Diretor da Faculdade, P. Marcos Sandrini, proferiu palavras de acolhimento e agradecimento, antes que a Ministra iniciasse a sua explanação.

     "A questão dos Direitos Humanos é contraditória. A condição humana nos une, independente de onde estejamos, seja em uma faculdade ou na periferia. Isso, para mim, é o fundamento dos Direitos Humanos", foi com essas afirmações que a Ministra iniciou a sua fala.

     Maria do Rosário citou Martin Luther King, como exemplo de alguém que lutou pelos Direitos Humanos. Ainda, seguindo a sua explanação, falou do sociólogo Zygmunt Bauman, destacando alguns de seus pensamentos, retirados do livro "Globalização: As Consciências Humanas": "o problema da civilização humana é que ela parou de questionar-se" e "o preço do silêncio é pago na dura moeda do sofrimento humano".

     De acordo com a Ministra, o Brasil passa por uma mudança demográfica, em função da mortalidade de meninos e jovens, "nascem mais meninos do que meninas, mas aos 12 anos esse quadro se inverte". A causa disso é a enorme mortalidade juvenil.

     Durante as suas colocações, abordou, ainda, o ano de 1948, com a Declaração Universal dos Direitos Humanos. "O Brasil é signatário dos pactos dos Direitos Humanos. Precisamos de coerência ao que foi acertado. Na prática é o contrário que está acontecendo. A constituição de 1988 trouxe princípios que deveríamos ter praticado desde 1948, ou seja, 48 anos depois a realidade da violência entra na pauta de discussão. Os Direitos Humanos propõem o enfrentamento da violência. Estado sem limites é déspota". Complementando a fala acima, afirmou que a "Constituição é a peça fundamental no Estado Democrático de Direito".

     Maria do Rosário explicou, detalhadamente, o trabalho na Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e suas frentes de atuação. Ao final da Aula Magna, respondeu muitas perguntas da comunidade acadêmica e conversou com o público ao final do evento.

    Queremos ressaltar a presença do Dr. Jorge Terra, Procurador do Estado, Vereador Odacir Oliboni, e de D. Frederico Heimler, salesiano, Bispo de Cruz Alta.

Galeria de Imagens
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>