Sintonia Online

Porto Alegre – Colégio Salesiano Dom Bosco – 27/09/12 – Estudantes do Colégio Dom Bosco se classificam para a VI Jornada de Foguetes no Rio de Janeiro

Porto Alegre – Colégio Salesiano Dom Bosco – 27/09/12 – Estudantes do Colégio Dom Bosco se classificam para a VI Jornada de Foguetes no Rio de Janeiro

     Os estudantes do Ensino Médio do Colégio Dom Bosco, Felipe Parizotto e Leonardo Gemim Reis Costa se classificaram para a VI Jornada de Foguetes, atividade que integra a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). O evento reunirá as melhores equipes do Ensino Médio do Brasil para a apresentação de seus foguetes e lançamento público. A Jornada acontecerá entre os dias 18 e 21 de outubro na Barra do Piraí, Rio de Janeiro.

     Os protótipos de foguetes confeccionados pelos alunos foram lançados oficialmente em abril deste ano no pátio do Colégio. A atividade, sugerida pelo professor de Física, Roberto Oppermann, foi estudada e testada pelos alunos durante dois meses; os melhores lançamentos foram inscritos através de vídeo na Jornada. Em Porto Alegre, os estudantes do Colégio Dom Bosco foram os únicos selecionados. No Estado, também foram escolhidos alunos de Frederico Westphalen e Garibaldi. No evento, as equipes que fizerem os mais longos lançamentos receberão troféus, réplicas em escala do foguete brasileiro Sonda e bolsas de iniciação científica júnior (ICJr) do CNPQ.

     Para o trabalho, os alunos foram estimulados a fazerem pesquisas e estudos para a criação de foguetes de garrafa PET que efetivamente entrem em movimento utilizando processos químicos e físicos, tendo como combustível vinagre e bicarbonato de sódio ou água e ar comprimido. Entre os materiais utilizados na criação dos foguetes estão: fita isolante, papelão, balão e fios de cobre.

     Conforme Oppermann, hoje, esse tipo de atividade é importante para despertar o aluno para o mundo acadêmico, pois permite que eles vivenciem a ciência de forma prática e atraente. “O jovem de hoje é muito dinâmico, por isso a realização desse tipo de atividade se torna fundamental no ensino. Ela também requer esforço do aluno, mas o resultado é visto por ele de forma imediata, o que difere das aulas tradicionais”, afirma o professor, que acrescenta: “Os alunos levaram a atividade a sério, pesquisando e se aprofundando sobre o assunto. Mesmo sendo uma competição, uns ensinaram aos outros as descobertas que fizeram. Este é o sentido do trabalho“.

     Em 2011, Leonardo Costa, aluno da turma 302, participou da Olimpíada Brasileira com bons resultados motivando todas as turmas do Ensino Médio a participarem neste ano. “É uma ótima experiência, conforme vamos estudando sobre o combustível e aerodinâmica, vamos conseguindo maior eficiência no projeto”, ressalta Leonardo.

Galeria de Imagens
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>