RSE

SANTA ROSA – RS – Colégio Salesiano Dom Bosco – 23/04/2014 – Interação entre professores, pais e alunos

SANTA ROSA – RS – Colégio Salesiano Dom Bosco – 23/04/2014 – Interação entre professores, pais e alunos

A tradicional entrega de boletins ao final de cada trimestre letivo é uma cena que cada vez menos faz parte das atividades das escolas de Educação Básica. A tecnologia permite que os pais acessem, de casa ou do trabalho, o boletim de seus filhos, com notas e observações sobre o desempenho dos mesmos na escola.

O Colégio Salesiano Dom Bosco de Santa Rosa está adequado a esta tecnologia, mas percebe a importância e preserva o contato frequente dos pais com a escola. Por isso, desenvolve o projeto Interação: pais e alunos vão até a escola para conversar com os professores, pelo menos, duas vezes ao ano, em datas e horários agendados com bastante antecedência.

A interação ocorre no primeiro e no segundo trimestres do ano letivo. Todos os professores de todas as disciplinas ficam disponíveis, para atender individualmente pais e alunos. A coordenadora pedagógica dos Anos Finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, Leni Spanivello da Rosa, destaca que os pais gostam de conversar com os professores. “O objetivo não é falar em notas, mas conversar sobre o comportamento e postura do aluno em sala de aula”, explica. A coordenadora ressalta que o professor leva ao conhecimento dos pais a rotina do aluno em sala de aula, dá orientações de como estudar cada conteúdo, possibilitando que o pai auxilie no processo de aprendizagem. Além disso, é uma oportunidade de os pais conhecerem melhor os professores de seus filhos e o seu método de trabalho.

Roseli Schaefer, mãe da aluna Luiza, da 8ª série, diz que acha muito importante a ação, pois acredita que escola e família precisam estar juntas para acompanhar o desenvolvimento dos alunos. “Quando escolhemos uma escola para nossos filhos, estamos creditando uma confiança, e este contato nos deixa mais tranquilos. Ficamos sabendo do comportamento deles na escola, que às vezes é diferente do que em casa, e assim sabemos como ajudar”, destaca. Ela valoriza a importância deste tempo dedicado pelos professores para atender especificamente os pais de cada aluno. “Os pais não podem perder esta oportunidade”, ressalta, dizendo ainda que este contato deve seguir frequentemente, não apenas quando os filhos são crianças, mas adolescentes também.

Na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental a interação ocorre uma vez por ano, porém, existem outros momentos formais de contato entre escola e pais. A coordenadora pedagógica da Educação Infantil e dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, Aline Brincker, revela que o contato destes pais é mais frequente, já que se trata de crianças, durante as interações e durante a entrega  dos Relatórios de Desenvolvimento. “Conversamos com os pais sobre o desenvolvimento cognitivo, comportamental e emocional das crianças”, explica.

Letícia Ceccato, mãe do aluno Téo Enrico, do 1º ano do Ensino Fundamental, diz que com as interações consegue perceber o comportamento do filho na escola. “Quando levamos ele e o vimos brincando no pátio temos uma percepção. Mas com a conversa com os professores, conseguimos perceber como ocorre o processo de aprendizagem como um todo”, avalia. Ele acredita que o trabalho deve ser complementar. “Com esta informação podemos dar continuidade ao trabalho em casa, ou corrigindo ou estimulando o trabalho dos professores na escola”, destaca.

 

Galeria de Imagens
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>