Sintonia Online

VII ENEL reflete sobre identidade e desafios da escola salesiana no cenário econômico atual

VII ENEL reflete sobre identidade e desafios da escola salesiana no cenário econômico atual

Entre os dias 16 e 18 de maio, aconteceu em Brasília-DF o VII Encontro Nacional de Ecônomos Locais da Rede Salesiana de Escolas (ENEL), com a presença de cerca de 100 ecônomos (gestores) locais das escolas e gestoras dos seis polos regionais da RSE, além da equipe nacional da Rede.

Entre os dias 16 e 18 de maio, a RSE realizou em Brasília-DF, no Hotel Kubitschek Plaza, o VII Encontro Nacional de Ecônomos Locais da Rede Salesiana de Escolas com o tema “Identidade e missão da Escola Católica Salesiana em consonância com a economia”. Estiveram presentes cerca de 100 pessoas, entre ecônomos (administradores) locais e inspetoriais, além das gestoras dos seis polos regionais da RSE.
Ao longo de três dias com palestras, mesa-redonda, informações, orientações e partilhas de experiências, o VII ENEL buscou “alinhar concepções sobre a identidade e gestão administrativa da escola católica salesiana”, “compreender o cenário econômico e sua implicação para a educação”, “refletir sobre o sentido da economia no carisma salesiano” e “apropriar-se de algumas leis que exigem adequações escolares”.
Também foram objetivos do encontro “conhecer e contribuir no processo de reelaboração do documento PEPS”, “sintonizar-se com os processos e procedimentos da RSE/RSB/EDEBÊ”, “conhecer os processos de preparação para o IV ESA”, “partilhar o processo da Campanha de Marketing para as matrículas” e “refletir sobre as potencialidades das tecnologias na educação salesiana”.

Programação intensa
O evento teve início na segunda-feira, 16, com recepção aos participantes pela Equipe da RSE e oração de abertura realizada pelos diretores-executivos da RSE, Ir. Adair Sberga e Pe. José Adão Silva, seguida pela acolhida realizada pelo diretor-executivo da RSB, Pe. José Marinoni.
A palestra de abertura, “Cenário Econômico: desafios e oportunidades para a educação”, foi realizada por Everton Santos, economista do Banco Santander. Em seguida, Irmã Adair Sberga falou sobre o tema “Educar hoje e amanhã: uma paixão que se renova, ressonâncias do Congresso Mundial da Educação Católica”, Tatiana Kelly Lima abordou o tema “Edebê e prospecção” e Edevaldo Gaudêncio falou sobre “tecnologia, inovação e implantação”, com foco no Material Didático da Edebê adotado pelas escolas da RSE.
No segundo dia, após missa presidida pelo Pe. Jefferson Luís Santos, a Ir. Vilma Tallone, ecônoma geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), palestrou sobre “O sentido da economia no carisma salesiano”, abordando a importância de que os administradores e ecônomos compreendam a gestão não só como um modo de agir, mas um modo de ser, que implica uma atuação tanto pessoal quanto comunitária que pede a motivação e as competências individuais e das equipes. Frisou também que o patrimônio financeiro deve estar a serviço da missão, isto é, da atenção aos jovens necessitados, pois não é salesiano ficar conservando o capital. Como dizia Dom Bosco: “Conservar para acumular fecha a mão à Providência”.
O dia seguiu com uma mesa-redonda na qual os participantes puderam refletir sobre “a lei da filantropia”, “a lei da inclusão da pessoa com deficiência na escola”, “a lei anti-bullying”, “a dignidade da pessoa humana e as pessoas com deficiência”, entre outros. Também entraram na pauta do dia temas como “Centro Salesiano de Formação”, na palestra de Ana Paula Costa e Silva; “Projeto Educativo Pastoral Salesiano: apresentação de conceitos, estrutura e metodologia de construção colegiada do PEPS”, com Antônio Boeing e Mércia Procópio; “gestão acadêmica”, com o Pe. José Adão Silva e Edevaldo Gaudêncio; e a “Proposta para garantir a receita da escola”, apresentada por Agnaldo Lima Jr., representante do Banco Santander.

Encerramento
Nessa quarta-feira, 18, o ENEL retomou as atividades discutindo o IV ESA, com a Ir. Adair Sberga, “As tecnologias digitais e as perspectivas para a educação”, em momento conduzido por Ana Paula Costa e Silva, em que apresentou o vídeo gravado por Gregory Whitby que aborda as mudanças que as escolas são convidadas a fazer a partir da revolução da tecnologia. Em seguida, a Irmã Márcia Koffermann partilhou o processo de escolha da nova Campanha de Matrículas da Rede Salesiana de Escolas e os projetos que estão sendo desenvolvidos pela RESCOM.
O VII ENEL encerrou-se com a partilha de experiências bem-sucedidas dos ecônomos locais das escolas e avaliação do encontro. O evento ocorreu dentro de um clima de muita harmonia, abertura e desejo de inovar. As palestras e colocações renovaram o desejo dos ecônomos de serem “administradores da esperança”, frente aos desafios que todos enfrentam devido à realidade política e econômica do Brasil. Pelas avaliações, percebe-se que os participantes saíram bastante satisfeitos e consideram que o encontro foi bem organizado e seus objetivos foram atendidos.

Mais informações:
Ana Cosenza

Galeria de Imagens
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>